segurança da informação segurança da informação

Segurança da informação: esclareça já todas suas dúvidas

7 minutos para ler

À medida que as tecnologias voltadas para a internet começaram a ser usadas em transações comerciais, a necessidade de proteção aumentou. Processos como transações bancárias e assinaturas eletrônicas se tornaram mais comuns no dia a dia das corporações e dos indivíduos, graças à mobilidade proporcionada pelos dispositivos como smartphones e tablets, por exemplo.

Com essa maior capacidade de geração de dados e troca de informações, medidas de proteção se tornaram cada vez mais necessárias. Nesse contexto, entra a segurança da informação para promover as melhores práticas de uso das informações dentro das empresas e nos ambientes de negócios. Logo abaixo, esclareceremos as principais dúvidas sobre a segurança da informação. Boa leitura!

O que é segurança de informação?

A segurança da informação é a proteção dada contra efeitos acidentais ou intencionais de natureza natural ou artificial, que podem prejudicar seu proprietário ou usuário. A informação é valiosa e precisa ser protegida conforme necessário. Um bom trabalho de segurança da informação proporciona confiança ao negócio e garante um gerenciamento de informações eficiente.

Um bom trabalho de segurança da informação é um pré-requisito para um gerenciamento de informações eficiente e preciso. Isso cria confiança tanto dentro quanto fora da organização. Logo, a segurança da informação diz respeito a como ela será utilizada.

Como ela é garantida?

A tarefa de garantir a segurança da informação envolve a implementação de medidas abrangentes e multifacetadas para prevenir e monitorar o acesso de pessoas não autorizadas, bem como ações que impedem o uso indevido, danos, distorção, cópias e bloqueio de informações. Atualmente, um grande número de ameaças é conhecido, e são classificadas de acordo com vários critérios.

Pela natureza da ocorrência é possível distinguir entre ameaças naturais e provocadas pela ação humana. O primeiro grupo inclui incidentes que são causados por desastres advindos da natureza como intempéries, por exemplo. O segundo grupo abrange aquelas ameaças que são causadas pela atividade humana.

De acordo com o grau de intencionalidade da manifestação, as ameaças são divididas em acidentais e deliberadas. Logo, garantir a segurança da informação para cada uma das possíveis ameaças, são adotadas medidas de diversos tipos como dispositivos de monitoramento, tecnologias de identificação, softwares de segurança e mecanismos físicos para proteção de servidores e equipamentos.

Quais aspectos que envolvem a segurança da informação?

Os problemas de segurança da informação se tornam prioridade máxima nos casos em que a falha ou a ocorrência de um erro em um determinado sistema de TI pode levar a sérias consequências. A ameaça da segurança da informação é comumente entendida como ações potenciais, fenômenos ou processos que podem ter um efeito indesejável no sistema ou nas informações armazenadas nele. Os princípios que envolvem a segurança da informação estão descritos abaixo.

Confidencialidade

A confidencialidade é uma propriedade que indica a necessidade de restringir o acesso a informações específicas para um círculo designado de pessoas. Assim, a confidencialidade fornece uma garantia de que, no processo de transmissão de dados, eles podem ser conhecidos apenas por usuários autorizados. Isso é possível por criptografia, em que apenas quem tiver acesso à chave pública pode decodificar a informação.

Autenticidade

A autenticidade consiste em garantir que uma pessoa ou entidade que solicita um recurso de informação seja realmente quem diz ser. Isso se dá pelo uso de mecanismos de autenticação como Tokens (Chaves eletrônicas), que enviam uma senha diferente toda vez que o usuário requisitar acesso ao sistema — isso evita o risco de fraudes de identidade.

Integridade

A integridade é uma propriedade de acordo com a qual a informação retém seu conteúdo e estrutura no processo de sua transmissão e armazenamento. Somente um usuário com direitos de acesso pode criar, destruir ou modificar dados. Isso é alcançado por meio de permissões de acesso ao sistema, que dão direitos e restrições aos usuários de acordo com sua função dentro da organização.

Disponibilidade

A disponibilidade requer que as informações necessárias estejam disponíveis quando solicitadas. Por exemplo, quando o backup de dados são feitos corretamente para eles serem acessados no caso de uma falha de energia ou um desastre, há a garantia que o serviço ficará disponível continuamente.

Qual a importância da segurança da informação?

A informação é o meio de transmitir conhecimento. Podemos enviá-las, armazená-las, refiná-las e controlar processos com elas. Parte de nossa informação é valiosa, tanto para as organizações quanto para o indivíduo. Tudo, desde resultados de pesquisas e fotografias até listagens de imóveis e o saldo em nossa conta bancária.

Às vezes ela pode ser vital, como as informações nos prontuários dos pacientes ou os sistemas de controle em usinas nucleares. Se essa informação estiver perdida ou incorreta, pode ter consequências catastróficas. Portanto, devemos proteger nossas informações para que:

  • sempre exista quando precisamos (disponibilidade);
  • possamos confiar que é correto e não manipulado ou destruído (correção);
  • somente pessoas autorizadas possam acessá-lo (confidencialidade).

Por meio da segurança da informação, os avanços na capacidade de fazer transações online com segurança se tornou possível. Todos os dados são protegidos por criptografia, além de serem armazenados em servidores em nuvem compostos por mecanismos de cópias de segurança e monitoramento.

Evidentemente, a proteção precisa ser adaptada à necessidade para que seja suficientemente boa e não muito complicada e cara. As consequências que podem ocorrer com a falta de proteção são altas demais para serem negligenciadas. A boa segurança da informação deve ser natural para todos.

Por que adotar a segurança da informação nas empresas?

A informação é um bloco de construção básico em uma organização, da mesma forma que colaboradores, instalações e equipamentos. Mediante o trabalho sistemático sobre segurança da informação, as organizações podem aumentar a qualidade e confiança em suas operações. A partir de padrões estabelecidos aumenta a chance de sucesso.

O trabalho em segurança da informação inclui a introdução e gerenciamento de regulamentos administrativos, tais como políticas e diretrizes, proteção técnica com, entre outras coisas, firewalls e criptografia, bem como proteção física. Trata-se de adotar uma abordagem abrangente e criar um método de trabalho funcional de longo prazo para fornecer às informações da organização, a proteção que ela precisa.

Dessa maneira, por meio da segurança da informação você encontrará o suporte e métodos que o ajudarão a começar e melhorar o trabalho de proteção de ativos na sua organização. Lembrando que os principais fatores que contribuem para obter sucesso nessa jornada é ter o engajamento de todos os envolvidos e uma boa consultoria.

Agora que você esclareceu suas dúvidas sobre a segurança da informação, deixe o seu comentário nesse post com sua opinião e experiências!

Segurança da informação: esclareça já todas suas dúvidas
Avalie este post
Posts relacionados

Deixe uma resposta