O que é cibersegurança e como ela auxilia na proteção de dados empresariais?

6 minutos para ler

A cibersegurança é uma técnica empregada na proteção de sistemas, infraestrutura de redes e programas contra os ataques cibernéticos. Hoje em dia, ela está presente em diversos segmentos, tais como governamentais, grandes e pequenas empresas, entre outros.

Devido ao crescente número de crimes digitais e consequentes perdas que as organizações vêm passando, é fundamental que haja a garantia de que dados e informações manipulados por computadores corporativos não vazem ou sejam violados.

Dentro desse contexto, neste artigo, abordaremos a importância da cibersegurança para a proteção das empresas. Confira!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Qual a diferença da cibersegurança para a segurança da informação?

Atualmente, o termo cibersegurança é amplamente usado para se referir a questões relacionadas ao mundo digital. Em algumas ocasiões, ela acaba sendo usada como sinônimo de segurança da informação, porém essa não é uma ideia correta. Por isso, é importante saber aplicar esses conceitos da maneira mais adequada.

A segurança da informação é voltada para a proteção de ativos das empresas como um todo. Logo, quando se trata de atividades de seguranças que envolvam informações gerenciadas por pessoas, conscientização do cumprimento de procedimentos, segurança física, entre outros, estamos nos referindo à segurança da informação.

Já a cibersegurança abrange a proteção de software, rede, hardware, infraestrutura tecnológica e serviços. Ou seja, ela se restringe à segurança de dados digitais por meio de métodos, processos ou técnicas para o tratamento automático.

Assim, podemos concluir que a cibersegurança é parte da segurança da informação, mas trata de cenários específicos a arquivos de informação digital. Dessa forma, fica mais claro o entendimento da aplicabilidade de cada um desses conceitos na sua organização.

Qual a importância da cibersegurança para as empresas?

A cibersegurança é uma pauta cada vez mais frequente nas empresas. De fato, com a complexidade dentro do ambiente corporativo, há o surgimento de lacunas para novos riscos de fraudes.

Segundo o Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT), o total de notificações recebidas em 2017 foi de 833.775. Esse número é 29% maior que o total registrado em 2016.

Esses ataques podem ser de diversos tipos, como:

  • tentativas de fraude;
  • ataques de negação de serviço (DoS);
  • ataques a servidores web;
  • varreduras e propagação de códigos maliciosos.

Mediante esse cenário, a cibersegurança se mostra fundamental para as empresas manterem suas informações digitais em sigilo.

Diversos prestadores de serviços vêm surgindo na área de proteção de dados, como o desenvolvimento de softwares e soluções de segurança.

Essas companhias buscam analisar e responder as notificações de atividades que envolvem incidentes de segurança. Isso mostra que a consolidação de investimentos em cibersegurança tem aumentado, trazendo uma alta demanda na busca de consultoria e implantação de soluções para a proteção digital.

Quais os riscos de não adotar a cibersegurança?

Cada vez mais, novas formas de ataque vem sendo implementadas por cibercriminosos. Caso a empresa não tenha um sistema devidamente protegido, corre um grande risco de prejuízos imensos em situações de invasão. Algumas das consequências são:

  • publicação de informações sigilosas;
  • roubo de senhas;
  • perda de equipamentos;
  • perda de dados.

De acordo com uma pesquisa da Norton, especialista mundial em cibersegurança, em 2017, a quantidade de vítimas de ataques cibernéticos foi de 42,2 milhões no país.

Isso mostra a vulnerabilidade e os prejuízos milionários que podem ocorrer devido à falta de proteção adequada.

Muitas empresas erram na aplicação da cibersegurança por não haver uma integração, ou seja, uma abordagem unificada no contexto geral de proteção na organização. Frequentemente, os gestores não estão cientes dos incidentes que ocorrem em seus próprios sistemas. Outros principais erros são:

  • falta de treinamento;
  • não haver automação de processos;
  • ausência de testes de segurança;
  • falta de alinhamento da cibersegurança com os objetivos empresariais;
  • inexistência de um plano estratégico eficiente.

A omissão desses pontos inviabiliza uma aplicação eficiente da cibersegurança no ambiente, de maneira que o não investimento na integração de todos os departamentos tem como resultado perdas significativamente grandes.

Como aumentar a segurança dos dados na empresa?

Existem diversas medidas essenciais para que os líderes empresariais possam garantir que os sistemas corporativos estejam realmente protegidos contra ciberataques.

Algumas delas são primordiais para respostas rápidas a incidentes que coloquem em risco o andamento dos processos, como utilização de antivírus, ter cópias de segurança, manter os softwares atualizados etc.

No entanto, podemos destacar duas tecnologias que também fazem parte da cibersegurança, conforme você pode acompanhar a seguir.

Criptografia

A criptografia ajuda a proteger os dados armazenados no seu computador e também aqueles que são enviados pela Internet ou por outras redes de computadores.

Os algoritmos modernos desempenham um papel muito importante na cibersegurança e na comunicação. Você pode pensar em criptografar seus dados como fechar algo valioso em uma caixa segura.

Os dados confidenciais são criptografados usando um algoritmo e uma chave, o que torna impossível lê-los sem ter a chave de acesso. As chaves de criptografia de dados são determinadas quando os computadores se conectam. O uso dela pode ser iniciado pelo computador do usuário ou pelo servidor com o qual ele deseja se conectar.

Assinatura digital

A assinatura digital é um serviço que permite que você assine documentos digitalmente e com validade jurídica. Utilizando-se de um Certificado Digital,  ela cumpre as exigências legais oferecendo o mais elevado nível de confiabilidade sobre a identidade de cada signatário e garantindo a autenticidade dos documentos assinados.

Mediante isso, o usuário terá uma identidade digital única que permite a segurança e o princípio da legitimidade. Uma assinatura digital pode ser aplicada em diversos documentos utilizados pela empresa, como laudos, contratos, balanços, declarações, mandatos, relatórios, entre outros.

Com a assinatura digital, você não precisará mais assinar documentos de forma tradicional, com papel e caneta. Ela garante a praticidade e a redução dos custos de emissão, armazenamento e descarte de documentos.

Dessa forma, há a diminuição do risco de fraudes, trazendo um ambiente de trabalho confiável e seguro proporcionado pela assinatura digital.

Assim sendo, podemos perceber que a cibersegurança é necessária em toda empresa. Basta um pequeno descuido para que dados e informações vitais caiam nas mãos de terceiros, haja vista as estatísticas de ocorrências que são alarmantes. Por isso, proteja-se usando as melhores práticas e a tecnologia ao seu favor.

Então, gostou deste post? Agora que você conhece o que é cibersegurança e como ela auxilia na proteção de dados, saiba também como garantir a segurança jurídica de documentos importantes!

O que é cibersegurança e como ela auxilia na proteção de dados empresariais?
5 (100%) 3 Votoss
Posts relacionados

Deixe uma resposta