indústria 4.0 indústria 4.0

Indústria 4.0: conheça as tecnologias que estão revolucionando o setor e o mercado

18 minutos para ler

Atualmente, tem se ouvido falar muito da indústria 4.0, que basicamente consiste no conceito de fábricas inteligentes que se baseiam na articulação e relacionamento com sistemas físicos e virtuais. Isso combinado a plataformas e redes digitais que viabilizam o desenvolvimento de cadeias de valor de alta capacidade.

A ideia central é que estamos passando pela quarta revolução industrial, movida por diversas tecnologias revolucionárias como inteligência artificial, Internet das Coisas, aperfeiçoamento de sensores, automação, entre outros. Todo esse aperfeiçoamento ocorrido nos últimos anos chamam a atenção dos empreendedores e donos de negócios para o seu desenvolvimento.

Pensando nisso, veja, neste artigo, as tecnologias que estão revolucionando o mercado pela indústria 4.0. Acompanhe!

Como e quando surgiu o conceito de indústria 4.0?

A indústria 4.0 surgiu como resultado de frequentes inovações e pesquisas. Seu conceito emergiu não apenas pelas oportunidades emergentes oferecidas pelas tecnologias modernas, mas também pela necessidade de adaptar a produção às tendências do mercado. O desafio é atender às crescentes necessidades dos clientes no campo da produção.

O maior impulso da indústria 4.0 surgiu a partir de 2013, devido aos modelos alemães de integração dos meios de produção com tecnologias. Olhando para o ritmo das mudanças que ocorrem na realidade atual, podemos notar que ela é fortemente dependente de fatores que podem ser divididos nas categorias básicas:

  • técnico;
  • estrutural;
  • cíclico;
  • institucional.

Evidentemente, a influência mais forte sobre essa transformação é feita por estimuladores técnicos que, graças a avanços científicos (matemáticos, biológicos, técnicos e físicos), geram progresso tecnológico, o que é discutido na indústria 4.0. Nessa área, a mídia moderna merece atenção especial.

Graças à difusão da televisão via satélite, a telefonia móvel com acesso à Internet e ao rápido desenvolvimento da informatização e da informática, pode-se adquirir, armazenar e processar grandes quantidades de dados necessários para determinar a direção correta do desenvolvimento. O ritmo desse avanço depende diretamente de fatores estruturais em que vale a pena distinguir o tipo e o valor das matérias-primas possuídas e a metodologia para sua aquisição e processamento.

As condições climáticas, que têm sido ouvidas ultimamente, também são importantes. No entanto, os dois componentes mais importantes desse fator são os recursos humanos e o capital, isto é, o desenvolvimento econômico ou a cultura técnica e a posse de tecnologias modernas. O terceiro estímulo, tendo apenas um impacto periódico nos processos evolutivos, é o fator do ciclo de negócios.

As flutuações na oferta e na demanda afetam diretamente a situação econômica, mas também indiretamente podem dinamizar as mudanças técnicas, em particular quando se leva em conta a crescente dependência entre corporações com alcance global. Isso caracteriza o conceito de indústria 4.0 com amplitude e sofisticação dos modos de relação e produção dentro da cadeia de negócios.

Como a indústria 4.0 tem impactado o mercado?

A indústria 4.0 visa permitir a fabricação avançada com inúmeras máquinas industriais que se controlam mutuamente, tornando as plantas inteligentes. As crescentes necessidades personalizadas de clientes que se preocupam com uma oferta diversificada e, assim, seguindo a empresa em busca de novas tendências tecnológicas, exigem aumentar a eficiência da produção e adaptação aos padrões atuais do mercado.

A dinâmica do progresso tecnológico pela transformação digital colocou novos desafios para os fabricantes, sob a forma de produção diversificada. Para garantir a possibilidade de obter essa capacidade, os clientes estão cada vez mais buscando soluções que integram o maior número possível de processos de fabricação em um único sistema automatizado.

A indústria 4.0 se move na direção de todos os processos de produção integrados em uma fábrica inteligente. Cada setor, querendo se desenvolver no mercado atual, deve atender às crescentes necessidades dos clientes. Uma visão clara e prática de gestão no campo da indústria 4.0 inclui 3 módulos: o primeiro se baseia em máquinas e fábricas inteligentes — graças ao uso de sensores e câmeras, eles coletam informações em tempo real e dados históricos.

Outro elemento é o software inteligente, possibilitando diagnósticos remotos e manutenção de equipamentos, ou seja, análise de resultados de produção, monitoramento do estado e condição das máquinas. Os aplicativos que suportam processos de produção, gerenciamento de negócios, contratos na era digital com clientes e fornecedores, bem como todos os dados relacionados, não serão apenas mesclados, mas também ficam sujeitos à análise contínua.

Esses dados combinados com simulação digital viabilizam a implementação das configurações de produção, que podem ser testadas antes de serem colocadas no software. Além disso, a obtenção de um grande volume de informações é possível por meio do uso de redes de sensores de Internet das Coisas, que vem sendo utilizado para comunicação entre os elementos produzidos e lidar com máquinas de processamento, que por sua vez se traduz em controle total do processo de produção.

O impacto da indústria 4.0 é visível em praticamente todas as empresas modernas. A integração eficiente de diversas etapas de produção, seguida da otimização da cadeia de suprimentos, garante um aumento na eficiência do trabalho das equipes, reduzindo os custos dos serviços prestados. Ferramentas inovadoras, especialmente sistemas de inteligentes, facilitam e aceleram todas as tarefas executadas.

Quais as principais tecnologias decorrentes da indústria 4.0?

Embora a indústria 4.0 pareça ser algo muito distante da realidade para muito gestores, ela está presente no cotidiano de diversos setores e está ganhando cada vez mais espaço no mercado. Isso resulta no acirramento da competitividade entre as empresas. Existem os pilares fundamentais que são tecnologias decorrentes da indústria 4.0, confira logo abaixo.

Big Data analytics

O grande volume de dados gerados por meio de registros pela rede e plataformas digitais de diversos tipos precisam ser filtrados. Caso contrário, se torna inviável obter vantagens competitivas, pois um dos erros da transformação digital é não adotar ferramentas adequadas para o processo. Logo, é necessário integrar, analisar e classificar essas informações de maneira dinâmica e precisa.

O Big Data analytics é relativamente novo no mundo da manufatura, mas os fabricantes já estão aproveitando todas as possibilidades oferecidas por ele. Coletar e analisar dados de várias fontes, incluindo sistemas e ativos de produção, dados corporativos e sistemas de gerenciamento de clientes, se torna o padrão, suportando a tomada de decisões em tempo real.

Robôs autônomos

Os Robôs vem sendo desenvolvidos em grande escala. Eles estão se tornando mais autônomos, flexíveis e cooperativos. Dentro deste pilar, os robôs trabalham lado a lado com os seres humanos, aprendendo com eles e melhorando continuamente os processos, além disso, os robôs custam menos e são capazes de fazer mais.

Para ir além, eles também são programados para se ajustarem automaticamente com a finalidade de completar o ciclo de produção. A capacidade de produzir componentes diretamente é aprimorada pelo uso de robôs autônomos e tecnologia de aditivos de última geração, reduzindo custos e aumentando a produtividade.

Simulação

As simulações permitem que os operadores testem e otimizem as configurações do dispositivo antes que as alterações sejam feitas no mundo real. Imagine o que você poderia produzir e alcançar se pudesse ver o processo físico em 3D antes de executá-lo? As simulações em 3D oferecem a possibilidade dos fabricantes avaliarem virtualmente as configurações da máquina antes de implementar cada alteração. Isso economiza tempo, custo e esforço.

Integração horizontal e vertical de sistemas

O envio de dados para a nuvem com a finalidade de permitir a colaboração vertical e horizontal melhora a integração dos departamentos de uma empresa da gerência sênior ao colaborador de manufatura. A equipe de design, por exemplo, pode trabalhar com gerentes de linha de produção para testar novos processos e técnicas.

Internet das Coisas

Em um mundo ideal da indústria 4.0, os dispositivos são aumentados por sistemas de computadores integrados e conectados por tecnologias padrão. Isso permite melhor comunicação e interação entre os dispositivos de campo. Isso também possibilita que esses equipamentos coletem dados e programem algoritmos de tomada de decisão, permitindo respostas em tempo real.

Segurança cibernética

Ao conectar máquinas, dispositivos, robôs, Big Data e demais tecnologias, a necessidade de proteção não poderia ser maior. Nesse sentido, a segurança em torno da comunicação, gerenciamento de identidades e controle de acesso é crucial para o sucesso da indústria 4.0. Esse é um pilar vital, pois uma lacuna no sistema de fabricação pode ser muito prejudicial.

Computação em nuvem

O uso de software baseado em nuvem para aplicativos corporativos e analíticos já existe. No desenvolvimento adicional, o compartilhamento de análises relacionadas à produção permite que cada vez mais serviços baseados em dados para sistemas de produção sejam incorporados.

Manufatura aditiva

A manufatura aditiva é muito mais comum com a indústria 4.0. Além do uso atual de protótipos de produtos e peças com impressoras 3D, a manufatura aditiva pode usar esses recursos para criar pequenos lotes de produtos personalizados que têm benefícios de construção, como designs complexos e leves.

Realidade aumentada

A realidade aumentada pode ajudar as equipes da fábrica a obter as informações que necessitam e quando precisam. Isso significa que quando um colaborador está procurando uma peça que precisa ser substituída em uma máquina e tem um óculos de realidade aumentada, ele pode obter informações em seu campo de visão sobre qual parte é necessária, onde encontrá-la e como pode ser instalada. Graças a isso, o possível aumento na eficiência é elevado.

Quais as vantagens da indústria 4.0?

Graças à rede de produção, as empresas podem produzir economicamente e responder rapidamente às necessidades individuais dos clientes com maior automação, robótica e maior produtividade. Novos empregos são criados, focados em automação e TI, bem como novos setores relacionados à cultura da inovação, à cooperação de robôs com pessoas, as plataformas digitais, entre outros. A indústrio 4.0 oferece diversas vantagens, destacamos as principais. Acompanhe!

Disponibilidade de dados

Os dados e informações são a base para a competitividade das empresas, é preciso ter registros disponíveis a qualquer momento, com base nos resultados atuais. Na indústria 4.0 as ferramentas de produção podem, na maioria dos casos, modificar suas operações automaticamente, adaptando-se a novos desafios. Tudo o que é preciso fazer é aplicar o comando apropriado do programa da máquina.

Automatização dos processos

Devido à automação empresarial, é possível a ativação automática dos módulos necessários para concluir o processo e desativação dos que não são mais necessários. Como resultado, os fabricantes podem executar pedidos de baixa ordem e até produzir itens individuais ao custo da produção em série padrão.

Isso significa um aumento na eficiência da produção, porque quaisquer casos de redução de eficiência e desperdício são detectados, graças a uma maior transparência da cadeia de valor, o que, por sua vez, permite ao produtor obter uma vantagem competitiva decisiva.

Melhoria da qualidade

A indústria 4.0 permite o acesso e tratamento de dados de qualidade atualizados online, bem como estatísticas de processo disponíveis a qualquer momento como relatórios de defeitos, por exemplo. Também há a melhoria da disponibilidade de máquinas, redução de falhas por meio do monitoramento contínuo e desenvolvimento de técnicas preditivas de resposta a anomalias antes de falhas.

Otimização do trabalho e redução do tempo de resposta

Os técnicos de serviço poderão identificar remotamente e de forma proativa as possíveis falhas e solicitar peças antecipadamente. Ao rever e reparar, equipado com soluções de realidade aumentada, como óculos inteligentes, eles poderão receber instruções de especialistas localizados longe do local de reparo.

Melhorar as condições de trabalho

A saúde e segurança provenientes da transmissão de trabalhos onerosos, monótonos e perigosos para robôs industriais ou colaborativos, são dadas mediante as possibilidades oferecidas pela indústria 4.0. Além disso, o uso racional de materiais e a melhoria da eficiência energética andam de mãos dadas com o desenvolvimento sustentável.

Quais ferramentas já fazem parte do dia a dia das empresas?

Segundo uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional da indústria (CNI), nos últimos anos, ocorreu um aumento significativo da utilização de tecnologias nas empresas brasileiras. Ainda que em estágio inicial, essas organizações mostram que a adoção de ferramentas oriundas da indústria 4.0 já estão fazendo parte do dia a dia produtivo.

Entre os anos de 2016 e 2018, o percentual de empresas de grande porte que usam ao menos uma tecnologia digital passou de 63% para 73%. Outro dado é que 48% das grandes empresas do ramo industrial pretende investir na adoção das tecnologias voltadas para a indústria 4.0. Dentre elas estão:

  • automação digital com sensores para controlar os processos diversos;
  • automação digital sem sensores;
  • automação digital por meio de sensores com identificação de condições operacionais, produtos e linhas flexíveis;
  • incorporação de serviços digitais de Internet das Coisas ou Product Service Systems;
  • controle e monitoramento remoto da linha de produção com sistemas do tipo MES e SCADA;
  • manufatura aditiva, robôs colaborativos;
  • sistemas integrados de engenharia para desenvolvimento e manufatura de produtos;
  • impressão 3D, prototipagem rápida e similares;
  • análises e simulações de modelos virtuais, como fluidodinâmica computacional, elementos finitos e para comissionamento e projeto;
  • utilização de serviços em nuvem associados ao produto;
  • coleta, processamento e análise de grande volume de dados (Big Data) voltados ao mercado e comportamento do consumidor.

Nessa transição das empresas para a indústria 4.0, as tecnologias que estão sendo priorizadas são as voltadas para o aumento da eficiência do processo produtivo e otimizar a gestão dos negócios. Afinal, a alta eficiência de produção, baixos custos, garantia de qualidade, variedade de opções e fácil mudança de perfil de produção são os principais objetivos da maioria das empresas de que buscam evoluir no mercado.

Podemos notar que a indústria 4.0 é uma oportunidade para o desenvolvimento, especialmente para empresas industriais de médio porte. Isso se deve principalmente ao fato de que a barreira à disponibilidade das mais recentes tecnologias de produção está se tornando mais fácil de superar e, portanto, responde de maneira mais rápida e flexível às necessidades do mercado.

Todo esse crescimento no investimento de ferramentas digitais para a automação demostra que o resultado da adoção dessas soluções na produção gera resultados significativos. Logo, a maioria das empresas está, portanto, adaptando-se a mudanças e transformações para melhorar a competitividade do mercado.

Como o Portal de Assinaturas pode ser uma ferramenta de transformação digital?

Dentro de todo cenário marcado pela indústria 4.0 as empresas buscam cada vez mais otimizar seus setores por meio da digitalização do fluxo operacional e de documentos. Independentemente do ramo de atuação, as organizações precisam lidar com diversos tipos de documentos como contratos, laudos, pareceres, relatórios etc.

Como solução para essas demandas por transformação digital entra o Portal de Assinaturas. Essa ferramenta consiste em uma plataforma desenvolvida para que qualquer empresa possa gerenciar seus arquivos de maneira totalmente eletrônica. As mudanças do mercado exigem que os procedimentos sejam mais dinâmicos e ágeis, ou seja, a simplificação é a palavra-chave.

Um exemplo disso são as horas perdidas acumuladas com envio de documentos e assinaturas reconhecidas em cartórios. Isso também acarreta em um risco maior de segurança como perda, roubo e extravio dos documentos em papel, bem como tempo e custos despendidos com armazenamento e controle.

Veja os principais pontos do Portal de Assinaturas que contribuem para a transformação digital.

Assinatura eletrônica

A assinatura eletrônica é um modo de comprovar que um documento eletrônico foi realmente assinado por uma pessoa. A coleta de evidências podem ser feitas por meio do IP do usuário, voz, data e hora, geolocalização, captação da grafia da assinatura, SMS, entre outros. Esse tipo de mecanismo é utilizado como solução de tecnologia nos setores jurídicos para facilitar a validação de diversos tipos de documentos.

Podemos destacar contratos de aluguel, planos de saúde, seguros, assinatura de serviços, compra e venda, notificações jurídicas, entre outras possibilidades. O uso desse formato otimiza significativamente a formalização de etapas e procedimentos, garantindo a legitimidade entre as partes envolvidas.

Assinatura digital

A assinatura digital tem características que trazem a mesma validade jurídica em comparação ao reconhecimento de firme em cartório. A principal delas é que ela utiliza um Certificado Digital para identificar o signatário, que garante a autenticidade, integridade e não repúdio. Isso porque os dados são codificados com criptografia, garantindo que todo o processo seja executado com segurança.

Isso permite que as obrigações com Órgão Regulamentadores, clientes e parceiros sejam legitimadas facilmente e conferidas graças ao Certificado Digital. Vale ressaltar que entre as vantagens do Portal de Assinaturas está a assinatura em lote que proporciona ao usuário assinar uma grande quantidade de documentos de uma só vez.

Armazenamento em nuvem

Para sanar os riscos de perdas por desastres naturais, acidentes ou falha de segurança, o Portal de Assinaturas armazena todos os documentos em servidores no sistema em nuvem. Por meio dele é possível ter cópias de segurança, menos gastos com espaço para alocar servidores próprios e manutenção — o acesso é otimizado dentro da plataforma de assinaturas.

De acordo com a função atribuídas aos membros da equipe é possível configurar níveis de acesso como, por exemplo, permissão para alterar documentos ou restrição para quais arquivos podem ser visualizados. A mobilidade também é uma característica que facilita o acesso dos usuários independentemente de onde eles estejam.

Agilidade nos processos

Dentro da lógica de um mundo cada vez mais tecnológico, não se pode deixar de pensar em modos de agilizar os processos que são burocráticos e críticos para a continuidade dos negócios. Tradicionalmente as tarefas de organizar, enviar e pesquisar documentos eram demoradas e produziam gargalos. Com a adoção do Portal de Assinaturas isso pode ser feito rapidamente e com pouco esforço.

Os documentos podem ser organizados em pastas digitais catalogadas de acordo com tipo, data de validade, nome, entre outros. Isso facilita a consulta, quando necessária, a qualquer momento e em alguns poucos minutos. O envio eletrônico reduz a espera de dias por minutos, acabando com a necessidade de intermediários como serviços de correio. Isso coopera para que a equipe possa focar em ações voltadas para estratégias e tomada de decisão.

Assim, a indústria 4.0 deve ser tratada como uma questão evolucionária relacionada à digitalização das mudanças de produção e de negócios. Certamente, não se trata da troca de parques de máquinas, mas sim da implementação de soluções que permitam a coleta de dados, sua análise e posterior otimização de processos. Por isso, leve em conta os fatores internos e externos para compreender quais são as necessidades competitivas da sua organização e quais soluções são as mais apropriadas.

E então, você já está preparado para a indústria 4.0? Agora que você conhece as tecnologias que estão revolucionando o setor e o mercado, faça o teste na nossa plataforma gratuitamente.

Indústria 4.0: conheça as tecnologias que estão revolucionando o setor e o mercado
Avalie este post
Posts relacionados

Deixe uma resposta