Dicas de Gestão

Guia básico: entenda o strategic sourcing

O setor de compras passou a ocupar um lugar estratégico dentro das empresas. Saiba mais sobre a importância de investir em técnicas de Strategic Sourcing.
0

O setor de compras passou a ocupar um lugar estratégico dentro das empresas. Afinal, ali são gerados os contratos com fornecedores, o controle de recebimento de mercadorias e a formação da estratégia relativa a todo o ciclo de compras da empresa.

Para modernizar, aperfeiçoar, otimizar e garantir a excelência do processo de compras, as organizações vêm investindo em técnicas e ferramentas como o Strategic Sourcing.

O Strategic Sourcing surgiu com a necessidade de um método sistemático, que avaliasse todas as consequências da aquisição de cada produto e otimizasse a gestão da cadeia de logística. Trata-se, portanto, de uma série de processos relacionados aos fornecedores, que visa ganhar por meio do custo-benefício.

No post de hoje, abordaremos as principais vantagens do Strategic Sourcing e como ele pode ser aplicado na sua empresa, destacando algumas dicas para sua realização. Continue a leitura e confira!

O que é Strategic Sourcing?

O Strategic Sourcing, também chamado de Matriz Estratégica de Abastecimento, é uma metodologia que avalia a complexidade de obtenção de determinado produto, bens de consumo ou serviços no mercado e o impacto que ele traz ao negócio. Além disso, analisa o custo total dos insumos, o poder de negociação com fornecedores, a importância dos materiais para a empresa e os níveis de serviço.

Seu principal objetivo é verificar e analisar os custos internos e externos, a rede de fornecimento e os níveis de serviços prestados para determinado grupo de mercadoria ou família e, com isso, planejar ações específicas e estratégicas distintas.

Outro fator importante diz respeito à utilização da ferramenta para aperfeiçoar as negociações, trazendo transparência e eficiência. A metodologia do Strategic Sourcing propõe sete passos para sua implantação. São eles:

  • análise dos gastos da empresa e previsão de demanda futura;
  • definição da importância estratégica dos itens comprados;
  • inteligência de mercado;
  • estudo de poder e dependência do relacionamento com os fornecedores;
  • definição dos tipos de estratégias de relacionamento com os fornecedores;
  • implementação das estratégias de relacionamento;
  • monitoramento e controle.

A matriz é um recurso para planejamento da área de compras que visa a otimização na estrutura dos produtos e a maximização do custo-benefício de determinada compra, permitindo, assim, maior potencial de redução de custos e aumento de desempenho da cadeia produtiva, com melhoria da qualidade e agilidade dos procedimentos operacionais.

Qual a sua importância?

Enquanto o abastecimento tradicional é estimulado principalmente pelo preço, o Strategic Sourcing foca no custo total de propriedade — uma teoria de compra que envolve a determinação de quais custos são mais relevantes na aquisição e uso de um bem ou serviço específico.

A metodologia garante que a empresa adquira bens e serviços de forma econômica e melhore a qualidade do serviço. Aplica estratégias de negócios e habilidades de gerenciamento para otimizar os resultados do negócio.

Com a execução das fases do Sourcing, ao final, a empresa percebe melhorias em seu processo. Por exemplo, o aumento do poder nas relações com fornecedores e uma formulação mais efetiva de estratégias, aumentando a qualidade do serviço e/ou produto, além de garantir economia de custos.

Contudo, para que a prática seja bem-sucedida, é necessário tomar alguns cuidados. É fundamental que a gestão esteja envolvida e que as normas estejam alinhadas e bem claras, para que os resultados sejam alcançados.

Como realizar um bom Strategic Sourcing?

Ao contrário do que muitos pensam, o Sourcing é uma técnica complexa e que demanda tempo para aplicação. No entanto, separamos algumas dicas que podem ajudar na hora de realizá-la. Confira!

A análise detalhada do mercado

O Sourcing, além de identificar fornecedores, envolve uma pesquisa mais ampla. A ideia é empenhar-se para que a empresa esteja sempre por dentro das novidades que podem impactar na relação com fornecedores e auxiliar o planejamento estratégico das compras da organização.

A análise do mercado refere-se ao entendimento dos custos e à avaliação das reais necessidades dos clientes internos. A continuidade desse processo permite que as empresas monitorem inovações tecnológicas, novas formas de execução dos serviços, fornecedores em regiões diferentes — isto é, faz com que a empresa tenha uma visão sistêmica de todo o dinamismo do mercado.

O reconhecimento das fraquezas e forças da empresa

As fraquezas são os pontos que interferem e/ou prejudicam o andamento da organização, em que o ideal é fazer uma análise separada de cada caso, para que posteriormente possa corrigir o problema. Já as forças são os pontos mais fortes da empresa em relação aos concorrentes, e quanto maior a vantagem em relação a eles, mais significativa ela será para avaliação.

O principal objetivo dessa análise na empresa é otimizar o desempenho e a competitividade da organização no mercado, avaliando os ambientes internos e externos e formulando estratégias de negócios para a empresa.

A análise dos gastos do negócio

Identificar os custos e gastos do seu negócio é extremamente importante. Essa análise pode ser feita por meio de uma matriz, que divide os itens em estratégicos, alavancáveis, gargalos e não críticos.

O uso da tecnologia como propulsora da vantagem competitiva

As tecnologias auxiliam as empresas na busca por resultados. São de extrema importância na obtenção de informações para a tomada de decisões estratégicas e para análise de indicadores internos e externos.

São usados arquivos digitais para dar agilidade ao processo de compras, que podem ser facilmente editados de acordo com a demanda e enviados com segurança e validade jurídica, por meio, por exemplo, da utilização de uma assinatura digital ou eletrônica.

Além disso, a tecnologia reduz de forma significativa os custos dos produtos e dão agilidade e flexibilidade aos processos burocráticos.

O monitoramento e controle dos indicadores de desempenho

Essa etapa prevê a avaliação do serviço oferecido. Os indicadores de desempenho são estabelecidos em função do relacionamento entre a empresa e seu fornecedor. Quando identificada alguma inconstância, são aplicadas correções que variam de valor financeiro a advertências.

Muitos benefícios são obtidos com a implementação dessa tecnologia. Entre eles, a redução dos custos nos produtos e serviços, a padronização dos processos, a redução do tempo nas etapas, a integração dos setores, a melhoria nos relacionamentos interno e externo do setor de compras da organização, entre outros. Nota-se, portanto, que as empresas que têm domínio dessas práticas obtêm grande diferencial no mercado.

Gostou do nosso guia básico sobre o Strategic Sourcing? Conhece outras dicas básicas para realizá-la? Então, deixe aqui o seu comentário e compartilhe, com a gente e com os nossos demais leitores, a sua opinião e as suas ideias sobre o assunto!!

Você pode gostar
Como a automação empresarial agiliza processos?
Gestão de documentos: tudo o que você precisa saber!

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu site

Share This