Dicas de Gestão

Contabilidade para profissionais liberais: tudo o que você precisa saber!

A contabilidade para profissionais liberais é um dos inúmeros desafios que esses indivíduos precisam enfrentar para alcançarem o sucesso.
0

A contabilidade para profissionais liberais é um dos inúmeros desafios que esses indivíduos precisam enfrentar para alcançarem o sucesso. Afinal, saber lidar com finanças é fundamental para conquistar uma vida profissional sólida, planejada e promissora.

Nós sabemos, no entanto, que essa é uma área complexa e repleta de detalhes a serem observados. Um pequeno descuido e você perderá noites de sono tentando reorganizar sua contabilidade e se adequar às exigências legais.

Diante disso, preparamos este post com tudo aquilo que você precisa saber sobre o tema para atuar da forma correta, atendendo às normas fiscais, tributárias e contábeis. Tem interesse? Prossiga com a leitura e aprenda um pouco mais!

Profissional liberal ou autônomo: afinal, o que você é?

Há uma confusão bastante recorrente entre os profissionais que trabalham por conta própria. Muitos não conseguem definir se eles são liberais ou autônomos. Apesar de serem bem parecidos, existem algumas diferenças que merecem nossa atenção.

O profissional autônomo é alguém que se dedica a uma atividade de maneira independente, não precisa possuir formação técnica ou acadêmica na área e não está preso a nenhum vínculo trabalhista.

Por outro lado, o profissional liberal possui uma formação técnica, que pode ser uma graduação ou um curso técnico, está registrado em um conselho ou ordem e, portanto, tem autorização para exercer sua profissão. Além disso, ao contrário do autônomo, ele pode trabalhar por meio de um vínculo trabalhista.

Alguns bons exemplos de profissionais autônomos seriam os pintores, encanadores e eletricistas. Já os exemplos clássicos de profissionais liberais seriam os advogados, médicos, dentistas, corretores de imóveis e engenheiros.

Por que dominar a contabilidade para profissionais liberais?

Os profissionais liberais possuem uma vida um pouco mais atribulada do que um empregado celetista. Além de se dedicarem à sua atuação profissional, eles precisam organizar e cuidar de suas finanças e sua contabilidade com mais atenção, visto que faz parte de suas obrigações.

Enquanto o empregado tem a maioria de seus tributos recolhidos direto na fonte sob a responsabilidade de seu empregador, o liberal é o único responsável por se manter em dia com essas obrigações. Obviamente, o descumprimento acarreta uma série de consequências, algumas sérias e prejudiciais à sua saúde financeira.

Desse modo, é possível concluir que esses indivíduos precisam dominar conceitos básicos de contabilidade e se dedicarem ao aprofundamento de suas habilidades na área. Isso, sem dúvidas, confere a eles uma atuação mais proveitosa e rendimentos melhores, tornando possível o sucesso profissional.

Microempreendedor individual e microempresa: quais as diferenças?

Uma das decisões mais importantes para um profissional liberal é a escolha do seu regime de tributação. Nesse ponto, é comum surgir a dúvida: “devo ser MEI ou uma microempresa?”. Trata-se de um questionamento recorrente e que exige certos conhecimentos para que a escolha seja a mais vantajosa.

O microempreendedor individual (MEI)

O microempreendedor individual (MEI) é um profissional que trabalha por conta própria e resolve se regularizar, passando a recolher seus tributos por meio de uma alíquota única. Mas, cuidado! Apenas os profissionais que faturam até R$ 81 mil por ano podem aderir a essa modalidade.

Em geral, eles pagam uma guia mensal no valor de R$52,70 que engloba INSS, ICMS E ISS e são isentos de IRPJ, PIS e COFINS. Desse modo, ficam regulares e ainda podem usufruir dos direitos referentes à Previdência Social.

Destaca-se que o MEI possui um CNPJ, pode emitir notas fiscais, tem acesso a créditos e empréstimos empresariais e possui uma contabilidade empresarial bem mais simples. Além disso, ele pode contar com o auxílio de até um funcionário que receba, no máximo, um salário mínimo.

A microempresa

Quando o MEI ultrapassa o faturamento de R$ 81 mil anual, deve contribuir como uma microempresa, desde que seu rendimento não seja superior a R$ 900 mil — quando será enquadrada como empresa de pequeno porte.

De modo geral, a microempresa recolhe tributos por meio do Supersimples, com percentuais que variam de 4% a 6% sobre o faturamento, a depender da atividade econômica exercida (comércio, indústria e serviços).

Mas, não é só isso. Ela possui uma dinâmica de funcionamento mais complexa que o MEI e seu contrato social deve ser registrado na Junta Comercial. Destaca-se ainda que o profissional liberal que está nessa categoria pode optar pelo Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido (a depender de seu faturamento).

Certificado digital para os profissionais liberais: por que você precisa de um?

Você já deve ter ouvido falar no certificado digital. Totalmente compatível com a nova era digital em que vivemos, milhares de empresas e pessoas físicas já aderiram a essa modernidade que traz mais segurança e rapidez para diversas atividades.

No caso do profissional liberal, ter um certificado digital pode ser um grande facilitador, uma vez que ele permite o acesso rápido e seguro a sites e sistemas, melhora o armazenamento de dados empresariais e ainda o possibilita trabalhar com a assinatura digital, que possui a mesma validade jurídica de uma assinatura manuscrita.

Mas, não é só isso! Como um profissional antenado e atento a recursos que possam trazer mais eficiência ao seu cotidiano, é interessante que você conheça os benefícios de contar com um certificado digital. Acompanhe:

  • permite a conclusão de transações e assinatura de contratos de maneira segura;
  • facilita a assinatura de documentos por meio da internet;
  • permite o armazenamento seguro de arquivos na rede;
  • contribui para a emissão de notas fiscais com agilidade;
  • simplifica a comunicação com órgãos governamentais pela internet e de maneira segura.

Conseguiu tirar suas dúvidas sobre a contabilidade para profissionais liberais? Conforme dito, a vida financeira desses indivíduos precisa ser um pouco mais organizada e planejada, especialmente no que diz respeito ao cumprimento de regras tributárias e fiscais.

Para não enfrentar problemas nesse sentido e atuar sempre em conformidade com a lei, é interessante estudar, se aperfeiçoar e, claro, contar com recursos que possam simplificar seu dia a dia. O certificado digital, por exemplo, pode transformar a maneira com que você administra sua contabilidade, reduzindo o tempo gasto com atividades burocráticas e proporcionando mais segurança às suas transações pela internet.

Portanto, diante de tudo o que foi apresentado, esperamos que este material tenha sido útil e possa contribuir com o seu crescimento pessoal e profissional!

Quer aprender um pouco mais? Que tal conhecer 5 pequenas empresas de sucesso para se inspirar?

Contabilidade para profissionais liberais: tudo o que você precisa saber!
Avalie este post
Você pode gostar
12 exemplos de indicadores de desempenho que você precisa acompanhar
Autenticar documentos e reconhecer firma
Qual diferença entre autenticar documentos e reconhecer firma?

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu site

Share This