No momento de criar suas métricas, surgem diversas dúvidas. Saiba exatamente como criar (os melhores) indicadores de desempenho para sua empresa. No momento de criar suas métricas, surgem diversas dúvidas. Saiba exatamente como criar (os melhores) indicadores de desempenho para sua empresa.

Como criar indicadores de desempenho para sua empresa?

7 minutos para ler

Você por acaso sabe como criar indicadores de desempenho? A verdade é que, apesar de serem essenciais para o desenvolvimento de qualquer empresa, as métricas ainda são negligenciadas por muitos gestores, seja por não terem sido escolhidas corretamente ou por não serem acompanhadas como deveriam. Pronto para deixar de cometer erros durante esse processo?

O que você tem que ter sempre em mente é que o sucesso exige determinação e persistência. É preciso saber onde se pretende chegar e aprender a avaliar os erros e acertos ao longo do caminho. Pois os indicadores são elementos imprescindíveis para tornar essa missão possível, substituindo o puro feeling dos administradores por análises reais e estratégicas.

Continue com a leitura para saber mais sobre o tema e aprender a definir as melhores métricas de desempenho para sua empresa!

Afinal, o que são indicadores de desempenho?

Os indicadores de desempenho são instrumentos usados para mensurar as estratégias e as ações adotadas dentro de uma empresa. Estamos falando de informações quantitativas e qualitativas coletadas de processos e atividades que ajudam na tomada de decisão empresarial.

Na prática, são estatísticas que se transformam em oportunidades, permitindo a identificação em tempo hábil de gargalos que devem ser superados, bem como de pontos positivos que merecem ser mais explorados.

Os indicadores nada mais são, portanto, que dados que ajudam a medir a eficiência e o desempenho dos negócios. Se você precisa identificar quem é o melhor vendedor da sua equipe, por exemplo, pode usar uma métrica de vendas para encontrá-lo!

Por que você deve trabalhar com indicadores?

A gestão de uma empresa é uma tarefa complexa que exige tomadas de decisões rápidas e eficientes. Antigamente, esse processo era pautado exclusivamente na intuição dos administradores, mas isso mudou drasticamente. Hoje, os dados se tornaram grandes aliados.

Em uma clara referência à sua discordância em relação à imprevisibilidade dos eventos naturais, Albert Einstein já dizia que Deus não joga dados. Para ele, não existia o elemento sorte. Com experimentos e análises, era possível obter qualquer informação ou resultado.

Trazendo essa reflexão para o universo empresarial contemporâneo, podemos afirmar que a gestão de um negócio não pode se basear em achismos. É preciso profissionalizar a condução das estratégias, o que exige um acompanhamento rigoroso dos resultados alcançados com as ações aplicadas.

Os indicadores de performance são, portanto, instrumentos essenciais para o sucesso de um negócio. É por meio deles que o gestor realiza suas análises e identifica o que precisa ser melhorado e qual o melhor caminho a seguir.

Como criar indicadores de desempenho?

Partindo da premissa de que não é possível gerenciar uma empresa com base apenas na intuição, o gestor deve aprender a criar bons indicadores de desempenho. Mas é nesse ponto que muitos começam a enfrentar problemas.

Seja em um setor específico ou na avaliação do desempenho global do negócio, há muitos detalhes a serem avaliados. Com isso, surge a dúvida: quais aspectos merecem ser mensurados por meio de métricas? Se você está se fazendo a mesma pergunta, é hora de aprender a criar indicadores de desempenho que farão a diferença para seu negócio.

Entenda o processo

O primeiro passo para criar um indicador é compreender o processo como um todo. Entenda que as medições compõem um sistema e cada métrica utilizada trará uma análise parcial de uma atividade da empresa.

Sozinha, uma métrica dificilmente proporcionará uma avaliação precisa do processo. Já um conjunto delas, no entanto, ajudará a chegar a uma conclusão mais eficiente e real seja de um único setor, seja da empresa como um todo.

Identifique as informações essenciais

O próximo passo é definir quais as informações são essenciais para você chegar a uma conclusão sobre aquilo que pretende medir. Caso esteja tentando descobrir o motivo para a perda de prazos do setor jurídico da empresa, por exemplo, alguns dados podem ajudar, como:

  • a segurança do método de armazenamento de documentos utilizado;
  • a forma com que as informações são visualizadas;
  • o tempo necessário para encontrar um arquivo;
  • a quantidade de trabalho realizado por cada colaborador.
Deixe a complexidade de lado

Um indicador de desempenho precisa ser simples. Em outras palavras, podemos dizer que os cálculos e gráficos devem ser de fácil interpretação, uma vez que isso interfere na qualidade e na agilidade da decisão a ser tomada, seja ela qual for.

Nesse ponto, é importante destacar que o uso de porcentagens é um dos métodos mais eficazes, já que elas podem ser analisadas de maneira rápida e não permitem dupla interpretação.

Escolha dados de verificação contínua

Para que você consiga mensurar o resultado de algo de maneira segura, é preciso que as informações sejam geradas de forma contínua. Afinal, um único dado é insuficiente para avaliar completamente um processo.

Lembre-se de que menos é mais

Por fim, é importante enfatizar que a definição dos indicadores de desempenho deve levar em consideração o princípio da real necessidade. Mensurar diversas atividades nem sempre é a melhor escolha, pois você pode estar perdendo tempo com uma análise que não trará benefícios expressivos.

O ideal é acompanhar o desempenho apenas daqueles fatores mais importantes. As métricas devem ser coerentes e específicas, permitindo uma avaliação detalhada do que você realmente precisa.

Como implementar e avaliar indicadores de desempenho?

Depois de criar seus indicadores de desempenho, chega o momento de efetivamente implementá-los. Para isso, será necessário definir a periodicidade das avaliações e destacar um colaborador para se responsabilizar pela coleta dos dados e produção de um relatório conclusivo.

Como esse profissional é fundamental para o êxito desse processo, o indicado é que ele tenha habilidade com cálculos e que saiba utilizar bem os recursos tecnológicos à sua disposição.

Por fim, depois de coletar todas as informações essenciais para a análise do indicador, é preciso avaliar os resultados obtidos. Para esse processo, a maior dica é o uso inteligente da tecnologia. Que tal investir em um software de gestão?

Essa plataforma simplifica a visualização dos dados, fazendo com que a tarefa de identificação dos pontos que merecem melhoria seja mais rápida e segura. Com um bom sistema, o gestor terá em mãos relatórios e gráficos completos para conseguirá traçar boas estratégias para o crescimento empresarial.

Aprendeu como criar indicadores de desempenho? Viu como essa não é uma tarefa tão complexa? Com as informações e estratégias adequadas, é mais que possível identificar o que merece ser mensurado em seu cotidiano. Lembre-se de que a ideia é acompanhar de perto as situações que afetam a produtividade, a rentabilidade e o desenvolvimento do negócio. Por isso, foque no que realmente importa!

Precisa de ajuda para escolher suas métricas? Confira 12 exemplos de indicadores de desempenho que você precisa acompanhar!

Como criar indicadores de desempenho para sua empresa?
5 (100%) 2 Votoss
Posts relacionados

Deixe uma resposta